Notícias

Airbus A380-800 faz seu primeiro pouso em Guarulhos e impressiona pelo tamanho

A Emirates Airline operou o primeiro voo comercial de um Airbus A380-800, o maior avião comercial do mundo, no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo.

Vindo do Oriente Médio sem escalas, o avião fez um pouso tranquilo, e impressionou quem estava por lá por causa de seu gigantismo.

Este airbus, A6-AON veio para “testar / inaugurar” a homologação recentemente cumprida pela GRU Airport que adaptou o aeroporto para receber o avião, alargando a pista e “estreando” os fingers do terminal 3 que desde a construção já estavam preparados para atingir o “upper deck” (andar de cima).

O avião cumpriu o vôo regular da Emirates, com passageiros a bordo e o mesmo vôo EK261 / 262 que já opera diariamente, só mudando do 777 para o A380 especificamente nesse dia sem previsão de volta ou inicio de vôo regular com a aeronave, apesar de já estar nos planos de algumas companhias aéreas estrangeiras.

Esta aeronave da Airbus é a maior já fabricada para o transporte de passageiros. Com dois andares e capacidade para transportar 525 passageiros, em 3 classes, e 853 passageiros, em única classe, o Airbus A380 tem 73 metros de comprimento, 80 de envergadura e 24 de altura.

Airbus A380-800 faz seu primeiro pouso em Guarulhos e impressiona pelo tamanho

Hoje, o A380 opera em 55 rotas para 29 destinos no mundo. O gigante é indicado principalmente para aeroportos com fluxo diário de 10 mil passageiros de longa distância – o que é o caso de São Paulo e apenas outras 38 cidades no mundo todo.

Outro vídeo da chegada em Guarulhos

O A380 chega a ser quatro vezes mais silencioso do que o “segundo” maior avião comercial do mundo. E, mesmo carregando 40% a mais de passageiros, consome cerca de 20% menos combustível. E ainda é capaz de voar mais de 15 mil quilômetros sem a necessidade de escala, suficiente para fazer um voo direto de São Paulo a Sydney, na Austrália. Esse é apenas o primeiro representante dos super aviões comerciais que vão dominar os céus do século 21.

E para finalizar o super avião chamado com freqüência de Superjumbo, com primeiro vôo experimental realizado em 2005, na França. Foram aguardados mais de 10 anos e o custo foi em torno de 12 bilhões de euros para desenvolvimento.

Clique aqui para comentar

Deixar uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque

Topo